Bora projetar jogos

Já devo ter falado que meu sonho profissional era me tornar desenvolvedor de jogos, mas achava que não ia ter mercado de trabalho se fosse fazer faculdade disso. Aí resolvi pegar a tangente e comecei Ciência da Computação. Agora, três semestres depois, percebi que não gosto nem um pouco daquelas matérias chatas e professores ruins, salvo exceções. Nesse processo de largar a faculdade, voltou a vontade de fazer um curso voltado especificamente para jogos. Mas isso só existe em faculdade longe daqui e particular, o que aumenta consideravelmente os gastos.

Eis que surge do além um grupo que pretende dar cursos online sobre desenvolvimento de games, com grupos de discussão e debates. Eu já tinha tentado umas coisas dessas antes, mas eram todos no estilo “Aprenda a fazer jogos 3D em uma semana com Fortran” ou semelhante. Mesma coisa com livros que eu comprei, onde a parte introdutória ensinava C e depois já pulava pra OpenGL/DirectX e você saía fazendo jogos porcos. Como a faculdade bem me ensinou, o que eu menos quero é mexer com código. Me deixa pensar num jogo, brincar com o projeto, escrever um roteiro, elaborar a jogabilidade, e depois a gente põe a mão na massa.

E, até onde eu entendi, essa é a proposta do primeiro curso do Instituto dos Jogos: Introdução ao Game Design. Nada de ficar aprendendo conceitos de classes, ponteiros, APIs. É um “papo gamer” profissional, com aulas sobre o que leva alguém a jogar um jogo (história, jogabilidade, inovação?), o que faz ele ser viciante (pontuação, competição?), a importância da música nos jogos, o uso de diversão bônus como minigames, por aí vai. Vai ter até discussões sobre linearidade ou não-linearidade e bate-papo sobre a guerra de consoles atual. Tudo que eu queria de um curso de desenvolvimento de games. Não essas porras de apostila de Pac-Man em C++.

Os objetivos gerais, de acordo com o site, são esses:

– Definir instituições e profissionais envolvidos no desenvolvimento, marketing, distribuição e venda de jogos;
– Conceituar jogo e apresentar a “teoria da diversão” e as componentes do jogo;
– Apresentar as principais plataformas e finalidades que um jogo pode ter;
– Ministrar conhecimentos da área de Game Design e áreas afins;
– Incentivar debates e atividades que permitam ao aprendiz desenvolver o pensamento crítico e ter contato com assuntos muito discutidos atualmente;
– Oferecer ao aprendiz a oportunidade de desenvolver a fase de concepção de projeto de um jogo;
– Analisar jogos já publicados buscando reconhecer quais princípios de game design foram seguidos;

Bom, o curso tem dois meses (duas aulas por semana) e custa R$30,00. É claro que um bom tempo brincando na Wikipedia te dá o mesmo conhecimento de graça, mas pessoalmente prefiro seguir uma ementa bem feita com professor da área e coleguinhas de classe pra discutir, atividades e essas coisas. Pra quem se interessou, o roteiro do curso tá aqui e a página principal do Instituto de Jogos aqui. Lembrando que é o primeiro curso que os caras dão, e se esse der certo provavelmente depois vai ter algum sobre as ferramentas de criação/linguagens propriamente ditas.

Se alguém se interessar, é só mandar um e-mail pra christianolimasantos@yahoo.com.br e pedir pra se inscrever. Amanhã já tô dentro, aí vejo vocês por lá🙂

30 respostas para Bora projetar jogos

  1. Zero disse:

    E aí Pedal! Há quanto tempo!!

    Cara, vestibular tá me matando >.<‘

    Mas enfim… Eu pensei em fazer esse curso mas acho que não… Tenho outros enfoques no momento…

    E é bom saber que alguém além de mim lê o O Velho😀

  2. Nightshadew disse:

    É um curso divertido de fazer…Pena que sou relapso demais para isso😦

  3. Lipedal disse:

    Meu problemão é não prestar pra ser auto-didata. Não consigo aprender nada sem alguém ensinando, por isso nunca fiz nenhum curso online, medo de pegar as aulas e não entender coisa nenhuma. Mas dessa vez o tema interessa, as aulas parecem ser legais, com debate, fórum e tal, e o curso em si parece ser divertido, então vou arriscar😀

  4. Aqui na Baixada Santista abriu uma escola específica para desenvolvimento de jogos. O curso em curto preazo ensina a desenvolver jogos em 2D e 3D! Muito legal…

    Eu já fiz programação e ODIEI. Por isso me limito a apenas comentar sobre a progamação dos outros, hehe.

    abraços!

  5. Tenho interesse em partir pra algo assim também, mas mais voltado para comunicação e marketing de games. Não sei se isso existe por aqui, nem como funciona caso exista. Mas o fato é que é uma área quase não explorada em nosso país. Tornar-se um nome relevante poderia garantir uns bons trocados. Já pensou se tornar o Miyamoto do Brasil?

  6. Lipedal disse:

    Pois é, Rodrigo. Esse cursinho aí de dois meses ensina mais a parte “ser Miyamoto” da história do que a confecção do jogo em si. Um erro comum que a galera comete é achar que fazer jogos se resume a aprender alguma linguagem e pôr a mão na massa. Ontem mesmo comentei com um amigo sobre o curso e ele falou: “Ah, no mínimo ensinam a usar RPG Maker”. Aí eu falei que não ensinavam nem isso, ensinavam a fazer projeto de jogos, e ele ficou indignado.

    Eu vou fazer o curso justamente porque eu queria trabalhar nessa parte: concepção da idéia, elaboração de enredo, definição de objetivos e tal, e não sair programando o jogo. Mesmo que a coisa não seja muito profissional, vai ser algo divertido de fazer.

  7. Zero disse:

    Pedal… Nesse trampo que tou arrumando, vou participar da parte de concepção E programação dos jogos :doido:
    Pena que é pra celular. Mas eu me viro com as limitações😀

  8. Christiano disse:

    Bom dia, pessoal, tudo bem?

    Prazer em conhecê-los, fui convidado pelo Lipedal a visitar o blog dele.
    Fico muito feliz com os comentários de todos e não se preocupe, Lipedal: a proposta do curso é exatamente essa.

    Eu mesmo fiquei receoso a princípio se daria certo no Brasil lançar um curso que focasse realmente Game Design como deve ser, não chegar, dizer que falei, mostrar em uma ou duas aulas um tutorial fraquinho sobre uma ferramenta, fazer todo mundo sentar e programar um tiro ao alvo, um jogo de corrida bem fraco e alguma outra coisa. Isso não seria realmente um curso de Game Design.

    O problema é que o pessoal geralmente está “com pressa”, querendo fazer logo seus jogos, então o pessoal que lança os cursos usa isso como marketing.

    Minha proposta é: queremos estudar Game Design? Então por que nos distrairmos com outros temas muito divergentes? Se eu fosse adotar uma ferramenta de criação de jogos, por mais simples que seja, terei que ensinar o uso daquela ferramenta e como se deve criar um jogo nela para só então conseguir aplicar alguns conceitos de Game Design, ou seja, muito fora do foco.

    Infelizmente a área de Game Design ainda não está muito forte no Brasil (como já comentei em outros lugares, nós estamos vivendo hoje o que os EUA e o Japão viveram na área de jogos na década de 80 e início de 90, ou seja, vai levar algum tempo ainda para conseguirmos amadurecimento), mas a tendência é melhorarmos. Digo isso porque mesmo com o pouco apoio governamental que nossa área recebe, nós ainda conseguimos progredir a bons passos.

    Vem aí a TV Digital, que será mais um nicho de mercado que em algum momento vai se equiparar ao boom que houve com os jogos para celulares. Então acho que nada mais justo que estarmos sempre prontos, não?

    Oportunidades de emprego estão surgindo e se querem uma dica sobre como devem construir o profissional que querem ser é justamente ficar atentos para o perfil que as empresas pedem.

    Abração e até breve!😉

  9. fundamir disse:

    Nao quero lhe decepcionar mas este curso nao serve para o mercado brasileiro. Nos EUA ate contratam gente soh pra pensar no jogo e coisas assim, mas aqui no Brasil se o sujeito nao souber bolar o jogo e ALEM DISSO C, java, flash, etc, eles chamam outro que sabe (ou diz que sabe). E eh um mercado concorrido.

  10. Dolemes disse:

    Muito bom o blog. Parabéns!

    Dolemes
    http://www.gamereporter.org

  11. juniorcba disse:

    Ae programar não é comigo.. mas que você faça bons jogos pra gente detona-los!!!
    =D

  12. Knall Dreheit (Quinól Dreráit) disse:

    Potz! Esse negócio é interessante pacas, só que, será que você não vai ficar meio perdido depois de terminar o curso? Sei lá, só pra saber.
    (mensagem pro Felipe a propósito)

    P.S.: Post novo no CEC! (leia tudo por favor).

  13. Christiano disse:

    fundamir, eu atuo na área e vou lhe dizer exatamente a impressão que eu tenho, tanto do cenário atual e futuro a nível nacional e mundial.

    Fechei semana passada mais alguns projetos de jogos em Flash e infelizmente quando você o faz como outsourcer (ou seja, para terceiros) você tem quase nenhuma liberdade para realmente projetar, atuar como game designer. Tudo o que alguns fazem nesse caso é: existe um jogo tal, contrato fulano como programador e beltrano como artista e quero que façam outro baseado na arte de meu site.

    É mais ou menos assim! Além de game designer eu sou programador, o que me ajuda na hora de fechar esse tipo de projeto, pois ele não quer que você pense, ele quer que você programe, e só!

    Mesmo assim, ainda consigo aplicar alguns conhecimentos a fim de otimizar tela, determinar alguns minigames que irão aparecer, etc.

    Isso quando você atua como outsourcer em Flash!

    Ano passado trabalhei ha O2 Games, onde havia bem maior liberdade para game design. Mas eles não possuem um cargo só para game designer: é um programador que é game designer também, um artista que é game designer, etc. E esse é o panorama para várias empresas nacionais (Hoplon e South Logic, se bem me lembro, são das poucas que possuem o cargo específico de Game Designer no Brasil) atualmente, pois estamos vivendo aquilo que os EUA e Japão viveram nos anos 80 e 90, como já falei muitas vezes, quando os jogos eram feitos só por programador ou programador e artista. Mas esse panorama, ao que tudo indica, vai mudar.

    Lembro-me de quando comecei a estudar Flash: na época do boom dos webgames, todo mundo achava que seria O mercado. Logo depois, como toda bolha, ela estourou, o mercado super saturou-se e ninguém mais conseguia vender nada em Flash.

    Hoje o mercado está novamente estabilizado e foi uma grande sacada eu ter seguido na área, mesmo com a possibilidade da “bolha estourar” que havia na época, pois consegui vários bons trabalhos assim.

    Realmente, game designer é um cargo que no Brasil ainda é muito pouco. Mas:
    1. Você não se prepara só para o momento atual, se prepara?
    2. Independente de qual área você vai atuar, você vai precisar ter todos os principais conceitos que um Game Designer leva. Quando a O2 me contratou, sabiam que eu sabia fazer jogos. Uma coisa é saber programar um jogo, outra é alguém lhe dizer: quero um jogo de tal estilo, e você bolar ele todo do nada, só a partir daquelas informações iniciais e mais difícil ainda saber em que apostar como sendo aquilo que atrairá o jogador (principalmente no caso de webgames);

    E se depender de mim, Felipe não vai ficar perdido.

    Engana-se quem entra pensando que basta fazer um desses de um ou dois meses e já estará pronto para o mercado. Há muitas minúcias!

    Por isso que exponho desde o início qual o objetivo desse curso e o fato de que, se o povo lá de cima permitir, após esse teremos dois outros cursos focados na criação do jogo em si.

    No caso de Felipe, espero que durante as discussões que haverão nesse curso e conversando comigo consigamos encontrar a área ideal para ele, ok?😉

    Por ora é isso, até mais!

  14. Michael disse:

    Legal pra caramba o curso da IDJ. Eu já recebi as apostilas, que são muito bem escritas. O moderador e professor Christiano está sempre disponível para tirar dúvidas. E você pode postar no fórum da IDJ sobre alguma questão de Game Design.

    Pelo que pude perceber, a IDJ irá começar com Game Design, do básico ao avançado, e depois partirá para a programação ou computação gráfica. O Game Design está saindo pela taxa única de R$ 30,00. Vale a pena, pessoal.

    O curso mesmo começara em 10 de Setembro/2007, se não me engano.

    Serve até para iniciantes como eu.

  15. Christiano disse:

    Fico feliz que tenha gostado das apostilas, Michael, e teremos muitas outras ainda melhores pela frente.

    Entrevistei uma empresa nacional (a Personal Coder) e duas outras ficaram de me responder (preciso ficar no pé, senão as entrevistas acabam não saindo😦 ).

    Eu espero até o fim deste mês estar já iniciando a gravação dos podcasts, que deverão ser liberados antes do início do curso (e sim o início será dia 10 de setembro).

    E é como disse, enquanto aguardamos o começo do curso, podemos ir iniciando algumas discussões por lá.😉

  16. 7 card stud strategy online seven card stud 7 card stud

  17. spielebank sicheres spielen spiele

    Selten spiele frei spiele

  18. black jack online black jack

    Consolidar internet poker jeu casino ligne

  19. Gui Stadler disse:

    Cacete, spams passaram pelo anti-spam.

  20. free music ringtones for cingular phone

    If comment apprendre jouer au poker download free ringtones samsung

  21. Guilherme disse:

    Será que é muito caro e dificil conseguir ter sucesso com um jogo??

    Tipo,, conseguir ir pros states ou msm pro japão e conseguir elaborar um jogo com uma produtora famosa.. Você acha que é quase impossivel ?

  22. knnykn soittonet

    For a start allied cash advance lintu soittonet

  23. free nokia polyphonic ringtones

    It motorola ringtones maker maker ringtones xingtone

  24. info motorola personal remember ringtones v171

    Once free ringtones creator software boost free mobile music ringtones

  25. advance cash settlement advance cash chicago settlement pre settlement cash advance

    For a start cash advance detroit loan payday toronto

  26. free t mobile gospel ringtones

    In other words nokia monophonic ringtones totally free ringtones for t mobile

  27. tv theme ringtones

    So far advance cash loan online free ringtones for nokia phone

  28. download free samsung ringtones

    Think nokia ringtones tracfone cell phone ringtones sprint

  29. stip poker online

    Caso poker per pc gratis gambling poker

  30. virgin mobile phone ringtones

    Preview cell free get phone ringtones country music ringtones

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: